Criança gordinha não é sinônimo de criança saudável, e a obesidade não é só um problema estético que incomoda as crianças por causa das "zoações" da escola.

Esse é um assunto muito sério e cada vez mais preocupante. O número de crianças obesas está crescendo a cada dia.

O excesso de peso provoca diversos tipos de problemas relacionados à saúde: diabetes, problemas cardíacos e até má formação do esqueleto, sem falar em danos psicológicos.

Tenho percebido no consultório, que muito da má alimentação das crianças está relacionadas com o péssimo habito alimentar dos pais e ao estilo de vida deles. E isso é muito sério. Os pais estão cedendo aos pedidos de fast food por ser um lanche mais prático e deixam as crianças nos vídeo games e computadores o dia inteiro pra deixar a criança "quietinha" ou pra mantê-la em casa. Isso não é saudável.

E o que causa a obesidade infantil:

-consumo excessivo de alimentos gordurosos

-falta de atividade física

-ansiedade

-depressão

-fatores genéticos e influência dos pais

-fatores hormonais, como excesso de insulina

 

Dica para os pais:

-evite punir ou bonificar a criança com comida;

-coloque-a para fazer atividade física ou esporte que ela goste e incentive-a, faça elogio

-não leve para dentro de casa lanches e comidas que não sejam para a criança

-mostre a criança que você também come bem, eles geralmente se espelham em você 

-mantenha a dieta rica em frutas, legumes e verduras, mas não imponha como se fosse obrigação

-respeite os horários das refeições e evite beliscar guloseimas entre elas

-evite balas, doces, refrigerante e frituras

-ofereça pelo menos 2l de água por dia

 

Vale a pena prevenir doenças com mudanças de hábitos.