Quanto mais em harmonia seu corpo estiver, mais feliz você fica, não é verdade? Vivemos para nosso bem estar. E é por isso que hoje resolvi falar sobre alguns componentes no nosso corpo que nos ajuda nesse aspecto. 

1) ENDORFINA -é uma substância natural produzida pelo cérebro. 

Já ouviram falar que exercício físico vicia? Isso é verdade por conta da quantidade de endorfina liberada ao praticar atividade física. Mesmo após o exercício, o cérebro continua  liberando-a.

Ela regula a emoção e a percepção da dor, agindo como analgésico natural, calmante e ansiolítico. Melhora também o humor e ajuda a relaxar e gerando bem estar e prazer. 

Para aumentar o  seu nível de endorfina, medite e procure praticar atividade física. 

2) SEROTONINA - é um neurotransmissor produzido no tronco encefálico e cada dia se descobre mais sobre ela. Mas vamos falar do que já foi descoberto.

Ela regula sono, humor, apetite e ainda ajuda a combater a enxaqueca.

A depressão não significa, exatamente, a falta de serotonina em nosso organismo, apesar de ás vezes ser isso mesmo, mas o mais comum é que a transmissão de serotonina não esteja tão efetiva quanto deveria. E isso muda o tratamento. O médico precisa orientar você.

Ela é importante reguladora das vias sensoriais de nosso corpo, inclusive da via dolorosa. Quando há diminuição da recaptação, os estímulos também caem, o que leva à amenização da dor. Isso é importante no tratamento e prevenção da enxaqueca.

O nível adequado de transmissão evita também casos de agressividade, já que o neurotransmissor está ligado ao controle de impulsos em nosso sistema límbico. É importante a qualidade da transmissão para tratamento do humor. 

O problema de transmissão também altera a saciedade. Pessoas com baixa de serotonina ou diminuição da qualidade de transmissão abusam de doces e massas para se sentirem satisfeitas. Isso acontece com pessoas tristes e deprimidas. 

A serotonina em excesso atrapalha o desempenho sexual. Quando há transmissão intensa, a libido cai, chegando a interferir no orgasmo de ambos os sexos. Por isso pessoas que usam antidepressivos têm diminuição da libido.

Para aumentar a Serotonina de forma natural, exercite-se, pegue sol, coma alimentos como cacau, banana...

3) DOPAMINA - é um outro neurotransmissor fundamental para a motivação, foco e produtividade. 

Ela tem um papel importante em vários distúrbios mentais, como: depressão, dependências, transtorno de déficit de atenção e hiperatividade (TDAH) e esquizofrenia.

A dopamina é responsável pelo prazer e recompensa, além de felicidade e euforia. Déficit de dopamina nos deixa fora de foco, desmotivados, com baixa libido, com incapacidade de concentração, apáticos e deprimidos.

Uma coisa importante, é que algumas pessoas com baixa de dopamina abusam de cafeína, álcool, açúcar, drogas, compras, jogos de vídeo, sexo, poder, ou jogos de azar na tentativa de ter aumento desse neurotransmissor.

A dopamina é feita a partir do aminoácido tirosina que vem a partir da fenilalanina, ou seja, alimentação rica em tirosina, aumenta de forma natura a dopamina.

  • - produtos de origem animal; amêndoas; maçãs; abacate bananas; cacau; melancia, semente de abóbora; café; chá verde, feijão, alimentos ricos  em probióticos, como iogurte natura, entre outros...

A saúde intestinal afeta sua produção de neurotransmissores. - Farei um post sobre desbiose intestinal para explicar melhor isso.

Alguns suplementos que podem aumentar os níveis de dopamina naturalmente.

  • A curcumina 
  • Ginkgo biloba é
  • L-teanina
  • Fosfatidilserina
  • L-tirosina/ l Fenilalanina
  • Mucuna (também muito importante no alívio da doença de Parkinson) 

 Além disso, aumente a dopamina com exercício físico e meditação.

Marque sua consulta para maiores informações.

 

 

REFERÊNCIAS:

http://www.healthy-holistic-living.com/increase-dopamine-motivation-molecule.html

https://www.psychologytoday.com/basics/dopamine

http://www.nytimes.com/2009/10/27/science/27angier.html?_r=2&

http://link.springer.com/article/10.1007/s00213-008-1300-y

http://www.apa.org/helpcenter/exercise-stress.aspx